Quarta, 01 de Dezembro de 2021 21:35
(45) 99927-6758
Esportes Hipismo

Competidor iguaçuense é destaque no hipismo

Por onde andam os cavaleiros? Saiba mais sobre a prática deste esporte em Foz do Iguaçu

24/11/2021 14h59 Atualizada há 1 semana
Por: Redação Fonte: EMS Editores
Foto: Cedida pelo entrevistado.tado.
Foto: Cedida pelo entrevistado.tado.

Que nossa cidade tem muita beleza para oferecer, todo mundo já sabe, mas quando o assunto é esporte, você sabe o que o município tem para oferecer? Fugindo do tradicional futebol, existe outra modalidade de esporte ainda pouco comentada por aqui, mas que tem ganhado o coração de muita gente.

William Santos tem 32 anos e iniciou sua trajetória no hipismo em 1997. Com apenas 8 anos de idade, foi junto com sua prima, que já praticava o esporte para assistir um campeonato, e o que era para ser apenas um passeio, se tornou sua maior paixão. Com o passar dos anos e o ganho de experiência, ele foi o responsável por conquistar importantes vitórias e ajudar muitos competidores a crescerem no ramo.

“Representar Foz do Iguaçu onde quer que eu vá, é e sempre foi algo que me enche de orgulho!” destacou o atleta.

Cavaleiro, instrutor e atualmente, comerciante de cavalos, William traz em sua bagagem 5 vitórias no Campeonato Paranaense de Cavalos Novos, o 2º lugar no Campeonato Brasileiro de Escola, inúmeras vitórias no ranking Foz, vitória na categoria aberta da Sociedade Hípica do Paraguai e sua mais recente conquista, o 3°lugar no Campeonato Nacional do Paraguai, na semana passada.

A carreira de William teve início no Clube Hípico de Foz do Iguaçu, passando por outros lugares, como a Sociedade Hípica Brasileira, Sociedade Hípica Paulista, Equita Club, Hípica Paranaense, Haras, Haras Cataratas e Sociedade Hípica Paranaense. Hoje, ele é o cavaleiro principal no Haras Cataratas em Foz do Iguaçu e Haras VZ, no Paraguai.

Para quem pensa que é fácil, o instrutor ressalta a rotina de treinos com cavalos e alunos. “Nossa rotina de treinos é semanal. Começamos as 7h da manhã, onde monto cerca de 5 cavalos com flexionamento, trabalhos de plano, adestramento e alguns saltos. Após as 14h, monto de 3 a 5 animais. Além de preparador de cavalos, sou instrutor de equitação e tenho uma equipe com alunos que são bem dedicados”.

Mesmo com todos estes anos de dedicação e o amor pela profissão, a falta de apoio e pessoas prontas para se dedicar ao esporte, ainda são um grande problema. O alto custo de apoio ao clube ainda é bem pequeno por conta de seu alto valor. De acordo com o instrutor, é necessário que mais empresários participem e a divulgação seja maior.

“Algumas pessoas nem sabem que existe um clube hípico dentro da cidade. Precisamos reforçar a importância de divulgar esse esporte que é tão maravilhoso, onde homens e mulheres podem competir de igual pra igual” reforçou o atleta.

Busca por entusiastas

O Clube Hípico de Foz do Iguaçu foi fundado em 1981, e desde então, vem construindo sua história de tradição no esporte, com reconhecimento nacional. Neste ano, o espaço completou 40 anos e em comemoração, ofereceu aulas de equitação para crianças e adultos em vários níveis, além de desenvolver um importante trabalho de equoterapia para crianças com problemas psicomotores, em parceria com a Escola Nosso Canto, de forma totalmente gratuita.

                             Amanda de Camargo é uma das praticantes do hipismo em Foz

Após enfrentarem muitas dificuldades ao longo de sua trajetória e superá-las com o apoio da administração, professores e alunos, a intenção do clube é a de expandir sua “família”. Atualmente, cerca de cem atletas são atendidos no espaço, mas os esforços são para que esse número aumente.

Há uma busca também em atrair patrocinadores, que possam apoiar em competições e contribuir com o cuidado dos animais, auxiliando o processo de atletas em levar o nome de Foz do Iguaçu para todo o Brasil.

Para praticar este esporte, é preciso ter interesse e muita dedicação. Os cavalos são ofertados pela própria escola, então não é necessário ter seu próprio cavalo para começar a praticar. Quem tiver interesse em saber melhor como funciona, pode entrar em contato pelo WhatsApp (45) 99152-5507. Através deste contato, é possível marcar uma aula experimental.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias