Terça, 25 de Janeiro de 2022 08:38
(45) 99927-6758
Justiça Perimetral Leste

Justiça Federal fecha 54 acordos de desapropriação de áreas da Perimetral Leste

De acordo com a Justiça Federal, os acordos totalizaram R$ 36,8 milhões.

01/12/2021 10h19
Por: Redação Fonte: Da Redação com AMN
Foto: Welyton Manoel/PMFI
Foto: Welyton Manoel/PMFI

O mutirão da Justiça Federal realizado na última semana fechou 54 acordos com os proprietários das áreas desapropriadas para a construção da Perimetral Leste. Outros 10 acordos devem ser encaminhados em uma nova etapa.

De acordo com a Justiça Federal, os acordos totalizaram R$ 36,8 milhões. Quatro proprietários não resolveram os processos e outros seis devem ficar para um futuro mutirão. A obra, financiada pela Itaipu Binacional, teve início em março deste ano e está prevista para ser concluída no primeiro semestre de 2023.

A Justiça Federal informa que as áreas desapropriadas compreendem três dos 15 quilômetros da perimetral. Nesta etapa, o trecho em execução está entre a Avenida General Meira até o encontro com a Rodovia das Cataratas, exatamente na ligação das aduanas do Paraguai e da Argentina.

Alterações

O projeto original recebeu mudanças que demandam novos valores e prazos para conclusão. As alterações foram apresentadas pela Itaipu, DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte) e DER-PR (Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná), em reunião recente no Codefoz (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social).

Com as mudanças, a previsão de custos subiu para R$ 336 milhões. O projeto prevê três trevos, um na BR-469, outro na BR-277 e uma rotatória alongada próximo ao presídio. Com os ajustes foram incluídos dois viadutos nos cruzamentos da Perimetral Leste com as avenidas Felipe Wandscheer e República Argentina.

De acordo com a Itaipu, cada trevo terá quatro alças giratórias, que permitirão o acesso e saída de cada pista e em todos os sentidos do entroncamento rodoviário.O acesso à Argentina terá duas alças giratórias.

Interseções

As estruturas devem viabilizar o fluxo de veículos na Rodovia das Cataratas e na Rua Pavão, no acesso aos presídios da região do Bairro Três Lagoas. O DNIT é o órgão responsável pela supervisão do empreendimento, que é gerenciado pelo governo do Paraná através do DER.

A prefeitura pretende implantar mais duas inserções no trecho final de sete quilômetros da perimetral para agilizar o acesso à região leste, entre a Avenida República Argentina e a BR-277. O grande Morumbi tem 45 mil moradores e é uma região de expansão ao desenvolvimento de Foz do Iguaçu e as interseções vão evitar o trânsito na Perimetral Leste ao cruzar a via.

Outra proposta da prefeitura é o início de estudos para futura duplicação da Perimetral Leste em função do volume de caminhões - do Paraguai e Argentina - que vão trafegar pela via que está sendo construída em pista simples.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias