Terça, 25 de Janeiro de 2022 07:13
(45) 99927-6758
Saúde Foz do Iguaçu

UPA do Morumbi e UBS Padre Ítalo 24 horas serão referência para pacientes com sintomas respiratórios

Reorganização do sistema municipal de saúde foi necessária devido ao aumento da demanda pós festividades e viagens de fim de ano.

06/01/2022 22h20
Por: Redação Fonte: Da Redação com AMN
Divulgação
Divulgação

O aumento significativo da demanda por atendimento na saúde em Foz do Iguaçu, especialmente de casos de sintomáticos respiratórios, motivou a reorganização do sistema municipal. A partir de segunda-feira (10), os pacientes com esses sintomas devem procurar a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Dr. Walter Cavalcanti Barbosa, no Morumbi, e a Unidade Básica de Saúde Padre Ítalo 24 horas, onde poderão fazer os testes rápidos para a detecção da covid-19 e receberão atendimento. 

Além de desafogar o fluxo nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA), voltadas ao atendimento dos casos de urgência e emergência, e da redução do tempo de espera, a intenção é evitar que os pacientes com sintomas respiratórios fiquem no mesmo ambiente que pessoas com outros problemas de saúde. A preocupação se deve, principalmente, ao elevado número de casos diagnosticados de covid-19 nos últimos dias, após as festividades e viagens de fim de ano. 

"Estamos muito atentos às demandas da saúde. E faremos quantos ajustes forem necessários a fim de agilizar os atendimentos", afirmou o prefeito em exercício, delegado Francisco Sampaio. 

Atendimento nas UPAs

Desde o início do ano, as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Dr. Walter Cavalcante Barbosa, no Morumbi, e João Samek, no Jardim das Palmeiras, têm registrado um aumento expressivo no número de atendimentos, o que tem acarretado maior tempo de espera pelos pacientes. Nos dias 3, 4 e 5 de janeiro foram atendidas 2.254 pessoas nas duas unidades, uma média de 750 casos por dia.

Segundo a coordenação das UPAS – administrada pela Fundação Municipal de Saúde – o aumento é 40% no número de atendimentos com relação ao mesmo período de dezembro. “O aumento da procura nas UPAS não é uma realidade somente de Foz, mas de todo o Estado, especialmente após a virada de ano e com novos casos de sintomáticos respiratórios (com Covid ou Influenza)”, esclarece o coordenador-geral das unidades, Emerson Larssen.

Situação nas UBS

Esse cenário se repete nas 29 Unidades Básicas de Saúde do município. De acordo com a diretora de Atenção Básica, Jaqueline Tontini, além dos atendimentos de rotina e dos casos sintomáticos respiratórios menos graves, os equipamentos são responsáveis pela testagem de pacientes assintomáticos, imunização contra a covid-19, influenza, multivacinação, e rastreamento presencial e remoto de pacientes faltantes de segunda e terceira doses. 

"Com a reorganização de território, remanejamento de equipes e expansão de horário de atendimento em algumas unidades, que realizamos em dezembro, conseguimos evitar o colapso do sistema", pontuou a diretora, ressaltando a importância das medidas tomadas pela gestão.

Situação epidemiológica

Nesta quinta-feira (06), o boletim da Vigilância Epidemiológica apontou 177 novos casos de covid-19 nas registrados em Foz do Iguaçu nas últimas 24 horas. A média móvel dos casos em 14 dias aumentou mais de 200% - atualmente está em 87,1; no dia 23 de dezembro era de 8,71. A taxa de transmissão da doença está em 2,55,  um mês atrás era de 1,55 e o ideal é que esteja abaixo de 1. 

No entanto, o número de internamentos e de óbitos não aumentou - um indicativo de que a vacinação da população é eficiente - Foz tem mais de 100% da população adulta vacinada com as duas doses e quase 52% dos adolescentes totalmente imunizados. 

 

A situação se agrava devido aos casos de influenza H3N2, já considerado de transmissão comunitária no Paraná. Em Foz, foram confirmados 13 casos - todos precisaram de internamento. A Vigilância Epidemiológica avalia que esse número pode ser muito superior, uma vez que são poucas as pessoas que fazem o teste para identificar o tipo de influenza. 

 

O que muda

 

Os testes rápidos para a covid-19 e o atendimento a pacientes sintomáticos respiratórios passam, a partir de segunda-feira (10), a serem feitos somente na UPA do Morumbi e na UBS Padre Ítalo 24h. A exceção é para as gestantes que, conforme protocolo definido pelo Ministério da Saúde, serão atendidas em qualquer uma das Unidades Básicas de Saúde (UBS). 

 

O Plantão Covid, para agendamento da coleta dos exames RT-PCR, feitos no laboratório municipal, e para atendimento da telemedicina, também pode ser procurado por pacientes com sintomas respiratórios.

 

O serviço funciona pelos telefones 0800-6455655 e (45) 3521-1800 (ligação e chat).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias