Terça, 25 de Janeiro de 2022 07:17
(45) 99927-6758
Turismo Foz do Iguaçu

Aeroporto recebe 949 mil passageiros em 2021 e espera quebrar recorde de 2019

Em janeiro, aeroporto internacional das Cataratas vai receber mais de 100 mil passageiros (chegadas e partidas), sem contar com voos low-cost e de fretamentos

10/01/2022 16h32
Por: Redação Fonte: Da Redação com AMN
Foto: Geraldo Bubiak
Foto: Geraldo Bubiak

Em 2021, o movimento do Aeroporto Internacional das Cataratas deu um salto de 37.085 passageiros em abril para 124.326 em dezembro - aumento de 70,1%. O ano fechou com 948.913 passageiros (embarques e desembarques), movimento 14,3% superior ao de 2020 quando passaram 829.689 passageiros pelo terminal. Os números são da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária).

Em janeiro, mais de 100 mil passageiros são esperados em 521 voos reservados para o mês. Janeiro marca também a mudança da administração do terminal para a CCR, o que deve ampliar a oferta no número de voos, voos fretados pelas operadoras de turismo e passageiros transportados.

"A expectativa é boa, porque a concessionária quer atrair mais voos aos aeroportos que administra. O aeroporto de Foz do Iguaçu é o melhor do sul do país com potencial de crescimento não só no movimento de passageiros, como de cargas. Caminhamos célere para se tornar um hub do Mercosul, ou seja, um centro de conexões para voos internacionais", disse o secretário de Turismo, Projetos Estratégicos e Inovação, Paulo Angeli.

Foz do Iguaçu, diz o prefeito em exercício, delegado Francisco Sampaio, será um novo portão de entrada para turistas estrangeiros e, além dos EUA e Europa, um portão de entrada para os turistas da América do Sul. "Estamos consolidados como um destino de natureza muito requisitado pelo turista estrangeiro e do Mercosul, e seremos ainda nesta década um centro internacional de compras para o brasileiro", completou.

Recorde

Os números de 2021 no aeroporto internacional só não batem janeiro (248.287), fevereiro (201.453) e março (124.957) de 2020 e 2019, quando o terminal teve a movimentação de 2.283.897 passageiros, um recorde histórico. "Em em 2021, mês a mês, a movimentação cresceu a partir de maio, chegou a 101.332 em outubro, passou para 114,144 em novembro e 124.326 em dezembro", observa Angeli.

Empresas e operadores do setor esperam quebrar o recorde de 2019 entre 2023 e 2024. "Os números de 2019 são muito expressivos, mas a tendência é de alta. Já retomamos dois voos semanais diretos do Chile e esperamos outros voos low-cost da Colômbia e do México, que abre as conexão para os EUA e Canadá, e da Europa", disse Sampaio.

O prefeito em exercício diz ainda que a estimativa é aumentar em 25% o número de turistas estrangeiros nos próximos anos. “Pelo nosso perfil anterior à pandemia, 40% dos turistas que vêm a Foz do Iguaçu são estrangeiros. Temos uma perspectiva de crescer esse nível e chegar a 50%”. 

Janeiro

A Infraero já repassou a planilha com a previsão de voos para janeiro. Entre pousos (261) e decolagens (260) serão 521 voos de quatro operadoras (Azul, Latam, Gol e JAT) no mês. A previsão é do transporte de pelo menos 93.780 passageiros das quatro companhias aéreas. 

Na planilha, não constam os voos de fretamento e nem os low cost. "Com a nova concessionária, esperamos mais voos domésticos e voos internacionais e outras empresas aéreas operando. O aeroporto terá mais um atrativos com instalação de loja franca (duty free)", disse Paulo Angeli.

Uma das operadoras de turismo, espera trazer 12.905 turistas em voos fretados entre janeiro e junho deste ano: 1.658 (janeiro), 1.695 (fevereiro), 2.216 (março), 2.452 (abril), 2.706 (maio) e 2.178 (junho). "Destes lugares garantidos, janeiro e fevereiro já vendemos toda a oferta. Ainda estamos aguardando mais lugares de março a junho", disse Marcos Pessuto, gerente de sourcing da região Sul da CVC.

"Foz do Iguaçu é um destino que apostamos em 2021 e continuaremos apostando em 2022", completa Pessuto.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias