Terça, 18 de Junho de 2024
18°C 28°C
Foz do Iguaçu, PR
Publicidade

Novo edital para o Mercado Público é lançado atendendo a pedido de empresários

Após alta procura, o edital para adesão dos boxes convencionais do Mercado Público foi reaberto. Desta vez, são 32 boxes disponíveis.

08/06/2024 às 21h23 Atualizada em 13/06/2024 às 13h52
Por: Redação Fonte: Assessoria
Compartilhe:
Foto: Divulgação - Assessoria
Foto: Divulgação - Assessoria

O edital para se tornar dono de um box comercial no Mercado Público, em Foz do Iguaçu, foi reaberto nesta sexta-feira, 07. O Parque Tecnológico Itaipu (PTI) informa que a disputa será realizada na modalidade de avaliação competitiva, de forma eletrônica, no tipo maior lance de preço por box, em modo de disputa aberta. A sessão pública ocorrerá via sistema “Licitações-e” (www.licitacoes-e.com.br) durante todo o dia 26 de junho.

De acordo com o diretor de turismo do PTI, Yuri Benites, o edital foi reaberto em resposta aos pedidos de empresários que não conseguiram se inscrever a tempo na primeira edição, lançada em abril de 2024. “Nosso objetivo agora é alcançar um novo público que já demonstrou interesse em participar”, comenta o diretor. “Já temos contratos assinados, resultado do primeiro edital, e estamos realizando reuniões periódicas com os lojistas. A intenção é que esses novos participantes se integrem o quanto antes ao grupo de permissionários e tomadores de decisão”.

 

As propostas podem ser cadastradas até o dia 26 de junho. A classificação será com base na maior oferta de preço por box, respeitando os valores mínimos e máximos estabelecidos, bem como os critérios de desempate. Podem participar da avaliação competitiva pessoas jurídicas cuja finalidade e ramo de atuação atendam a todas as condições e requisitos exigidos no edital e que estejam cadastradas no sistema “Licitacoes-e” do Banco do Brasil. Todos os detalhes estão disponíveis no edital e nos documentos anexos, que podem ser acessados em: https://portaldecompras.pti.org.br/.

Conheça os segmentos de boxes em licitação

Os boxes disponíveis para locação abrangem uma ampla variedade de segmentos, sendo elas: Restaurante Italiano, Oriental e Árabe; Açougue; Casa do Açaí; Pizza e Calzone; Casa da Salada e Sanduíche Natural; Antiguidades; Gastronomia Funcional; Crepe e Tapioca; Gastronomia Trinacional; Chocolate e Doces; Confeitaria; Produtos Naturais e Veganos; Panificadora e Massas Caseiras; Empório Italiano, Oriental, Nordestino e Gaúcho; Floricultura; Restaurante de Comida Brasileira; Pastel e Caldo de Cana; Chás e Fitoterápicos; Serviços de Costura/Armarinho; Hortifruti Comercial; Produtos para Pet; Suplementos Alimentares; Utilidades para Casa; Casa de Bebidas; Sorvetes e Sobremesas; e Cafeteria Coworking.

Segundo Benites, a estratégia principal do Mercado é o desenvolvimento territorial, impulsionando o crescimento econômico de forma sustentável. “O modelo do edital busca proporcionar oportunidades para todos, incluindo pequenos empreendedores. Os valores considerados são apenas a composição dos custos, excluindo lucros, em conformidade com a natureza do PTI, que é uma instituição sem fins lucrativos”, destacou Yuri Benites, informando que o empreendimento funcionará como um equipamento cultural, um ponto de encontro da comunidade e um atrativo turístico.

Por que devo investir no Mercado Público?

Mercados públicos contam histórias. Seja um turista curioso pela cultura da cidade que está visitando, ou um morador que frequenta o local diariamente para comprar produtos frescos, esses espaços estão profundamente entrelaçados com a história local.

Sobre o Mercado Público

Construído pela Itaipu Binacional, o Mercado Público foi entregue ao PTI, em regime de comodato, em fevereiro de 2024. Esta ação faz parte de um conjunto de iniciativas promovidas pela Itaipu em sua área prioritária, que visam foementar o turismo, com vistas ao desenvolvimento do território e inclusão produtiva.

A expectativa é que o Mercado Público se torne um novo atrativo na cidade. A afirmação é do Diretor Geral-Brasileiro da Itaipu Binacional, Enio Verri. “Atenderemos simultaneamente turistas e moradores com a oferta de serviços, gastronomia e lazer, o que resultará na geração de emprego e renda para a população da cidade”. 

Circuito Cultural

Além de um mix variado de produtos e gastronomia dos diversos povos que vivem na Tríplice Fronteira, o espaço também abrigará atividades de cultura e lazer, garantindo a presença diária de visitantes e da comunidade local. “Está em estudo uma integração entre o CTI e o Mercado Público, com saídas regulares dos dois pontos”, comenta Yuri. Guias e empresas de receptivo local serão convidadas a incluir o Mercado entre o roteiro turístico da cidade. 

“Durante os três primeiros anos, nós teremos atrações culturais no mercado de quinta a domingo”, informa o Diretor de Coordenação da Itaipu Binacional, Carlos Carboni. “Com uma programação cultural que envolve música, teatro e feiras, por exemplo, a ideia é que façamos do Mercado um ponto de encontro de cultura e turismo”, completa. 

Boxes sociais

Além dos 42 boxes comerciais que serão alugados, outros 12 boxes sociais serão destinados para associações sem fins lucrativos e cooperativas de artesanato ou de agricultura familiar, de pequeno porte. O edital designado para os espaços sociais está previsto para ser lançado na segunda quinzena deste mês de abril.

Contato

Para tirar dúvidas e obter mais informações relacionadas ao edital de locação dos boxes comerciais, entre em contato com o Parque Tecnológico Itaipu pelo e-mail: [email protected].

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Lenium - Criar site de notícias