Quinta, 18 de Julho de 2024
14°C 25°C
Foz do Iguaçu, PR
Publicidade

Nova diretora-presidente da Fundação Municipal de Saúde é nomeada em Foz

A gestora hospitalar Elizane Galli Maia assume a direção da instituição a partir de segunda-feira (1º), após aprovação do Conselho Curador.

30/06/2024 às 12h19 Atualizada em 02/07/2024 às 08h24
Por: Redação Fonte: Assessoria
Compartilhe:
Foto: Divulgação - Assessoria
Foto: Divulgação - Assessoria

A Fundação Municipal de Saúde de Foz do Iguaçu vive um momento de transição importante. A gestora hospitalar Elizane Galli Maia foi nomeada como nova diretora-presidente da instituição, com sua aprovação sendo realizada por unanimidade em reunião do Conselho Curador nesta sexta-feira (28). Elizane, que assume o cargo a partir de segunda-feira (1º), tem uma carreira sólida na área da saúde, com bacharelado em Direito e MBA em Gestão Hospitalar.

Experiência e visão da nova diretora

 

Elizane já é uma figura conhecida no Hospital Municipal Padre Germano Lauck, onde atuou como diretora assistencial em 2019 e em diversas outras funções, como assistente jurídica na Controladoria-Geral, gerente de Controle e coordenadora de Gestão de Leitos. Em seu discurso de posse, ela destacou a importância da continuidade e da melhoria dos trabalhos já realizados, com um enfoque especial na humanização do atendimento.

“Minha intenção em aceitar o convite é dar continuidade ao trabalho positivo, melhorar o que for necessário, mas principalmente focar na humanização, tanto para os pacientes e familiares quanto para os colaboradores, que estão assustados com toda essa mudança em relação à autarquia. Minha intenção é uma gestão de liderança e não de chefia”, afirmou Elizane.

A nova diretora também ressaltou a necessidade de equilibrar as contas da instituição sem comprometer a qualidade da assistência prestada, seguindo as diretrizes do prefeito Chico Brasileiro.

Desafios e expectativas

Dr. André Di Buriasco deixa a Fundação Municipal para assumir o processo de transição para a Autarquia Municipal de Saúde. Buriasco reconhece os desafios enfrentados pelo hospital, especialmente em relação à escassez de leitos e recursos. “Minha missão agora é assumir a autarquia para dar celeridade ao processo de migração dos funcionários e garantir que essa transição ocorra de maneira eficiente e rápida. Nosso hospital enfrenta grandes desafios, como a escassez de leitos e a dependência de recursos municipais para atender uma região que inclui também pacientes de países vizinhos, e a federalização será o caminho mais acertado”, ressaltou.

Quanto à nova diretora, Buriasco diz que “ela tem um grande conhecimento dentro da instituição, e que existe uma tendência de continuidade, onde daremos todo apoio necessário”, declarou Buriasco.

Apoio e colaboração

O secretário municipal de Saúde, Dr. Ulisses Figueiredo, enfatizou a importância do apoio do Conselho Curador para a nova diretora, destacando que o conselho é um elo vital com a sociedade de Foz do Iguaçu. Figueiredo também agradeceu o trabalho de transição realizado por André Di Buriasco, reconhecendo os desafios enfrentados e as parcerias estabelecidas.

Com um olhar sensível à saúde pública e uma abordagem sistêmica, Elizane Galli Maia pretende trabalhar em conjunto com toda a equipe da instituição, órgãos competentes e a sociedade civil para adaptar a saúde municipal às novas realidades. Sua gestão promete focar na humanização do atendimento e na eficiência administrativa, buscando entregar um hospital funcional e financeiramente equilibrado para a próxima gestão municipal.

Essa mudança na direção da Fundação Municipal de Saúde marca um novo capítulo para a instituição, com expectativas de continuidade e melhorias significativas na prestação de serviços de saúde à população de Foz do Iguaçu.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Lenium - Criar site de notícias