Quinta, 18 de Julho de 2024
14°C 25°C
Foz do Iguaçu, PR
Publicidade

Receita Federal de Foz apreende 9 milhões de reais em mercadorias despachadas

Entre os itens retidos estão mais de 14 mil volumes, destacando-se aparelhos celulares das marcas Xiaomi e Apple, eletrônicos como video games, tablets e aspiradores-robôs.

11/07/2024 às 08h08 Atualizada em 11/07/2024 às 12h16
Por: Redação Fonte: Assessoria
Compartilhe:
Foto: Divulgação - Assessoria Receita Federal
Foto: Divulgação - Assessoria Receita Federal

A Receita Federal de Foz do Iguaçu realizou cinquenta operações ao longo da fronteira e em diversas regiões do Paraná no primeiro semestre deste ano, resultando na apreensão de 9 milhões de reais em mercadorias. As ações foram concentradas em unidades do Centro de Distribuição de Remessas Postais e em transportadoras vinculadas a plataformas de vendas online.

Entre os itens retidos estão mais de 14 mil volumes, destacando-se aparelhos celulares das marcas Xiaomi e Apple, eletrônicos como video games, tablets e aspiradores-robôs, além de vinhos, azeites e materiais de pesca. Essas apreensões ocorreram devido à falta de comprovação regular de importação pelos remetentes, incluindo o uso de notas fiscais falsas ou inadequadas. Também foram apreendidos preenchimentos faciais, fios de PDO (polidioxanona), armas, munições e substâncias análogas à maconha.

O comércio ilegal de preenchimentos faciais, fios de PDO e outras substâncias proibidas é uma prática grave e combatida pela Receita Federal, sendo classificado como crime de contrabando e tráfico conforme a legislação vigente, devido aos riscos à saúde pública e à ilegalidade desses produtos.

A Receita Federal reafirma o compromisso em combater práticas comerciais desleais que prejudicam a economia nacional por meio da sonegação de impostos e apoio ao mercado ilegal.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Lenium - Criar site de notícias